IMC-ONLINE

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Colecistocinina (CKK)

A colecistocinina (CCK) é um neuropeptídio formado por 33 aminoácidos, secretado no trato gastrointestinal.


É secretado pelas células endócrinas da mucosa do duodeno e jejuno em reação ao conteúdo de proteína e gordura na dieta, na qual tem efeito nos receptores do nervo vago, como resposta da ingestão alimentar contribuindo para a sensação de saciedade pós-prandial.

Além das funções citadas, duas outras são de grande relevância:
1) Estimula a vesícula biliar a contrair para liberar a bile e estimular o pâncreas para liberar o suco pancreático, para dentro do intestino.
2) Ao mesmo tempo a CCK provoca fechamento do piloro (evitando assim, o retorno do conteúdo intestinal para o estômago) e reduz o esvaziamento gástrico para garantir uma melhor emulsificação dos alimentos no intestino.

Uma efeito muito estudado atualmente, é sua capacidade de ação no hipotalamo, induzindo à redução do neuropeptídeo Y, levando à saciedade. Para isso, ela necessita ser estimulada, e isso acontece na presença de aminoácidos e peptídios bem como na presença de lipídeos (ácidos graxos, colesterol, ômega - 3/6, vitaminas lipossolúvis A,D, E e K, fosfolipidios, etc), já que sua função é estimular a chegada da bile.

Os carboidratos, portanto, não estimulam a liberação de CCK.


Postado por Andréia Rocha Dias

Referência Bibliográfica:
MELO, Joyce Mares. et al. Alterações hormonais após cirurgia bariátrica. Disponível em:http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br//diaadia/diadia/arquivos/File/conteudo/

artigos_teses/2010/Biologia/artigos/alteracoes_hormonais.pdf. Acesso em: 02 de agosto de 2010.

6 comentários:

  1. mtoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooograndeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

    ResponderExcluir
  2. aff serio anonimo

    ResponderExcluir
  3. Muito boa a explicação da fisiologia da colecistocinina,agregou aos meus conhecimentos,pois acreditava que ela estava relacionada somente à contração biliar.Agora entendo a relação que ela possui com mecanismo de esvaziamento gastroenteral e diminuição da mobilidade gástrica.Obrigado!

    ResponderExcluir
  4. Deram um show de explicação.
    Olhem meu blog depois em...
    http://www.alexandretavaresnutri.com.br/

    ResponderExcluir